OSX vai capacitar 3100 pessoas para trabalhar em estaleiro do Porto do Açu, em São João da Barra

Após o início das obras do que virá a ser um dos maiores estaleiros das Américas, com a licença de Instalação para sua Unidade de Construção Naval (UCN), que será instalada no Complexo Industrial do Superporto do Açu, no município de São João da Barra (RJ), a OSX já pensa no próximo passo. Para driblar o gargalo da falta de mão de obra do setor, que passou décadas estagnado, a empresa vai capacitar trabalhadores para o local. Serão investidos R$ 12,6 nos cursos.

Está sendo criado o Instituto Tecnológico Naval (ITN), em convênio com a Firjan. A previsão é que até o final do ano os primeiros dos 23 cursos previamente definidos já estejam em funcionamento na cidade de São João da Barra. No total devem ser criadas 3.100 vagas. A informação foi detalhada por Eduardo Musa, diretor de engenharia, afretamento e desenvolvimento da companhia.

“A idéia do ITN veio a partir de uma frase do Eike Batista, dizendo que a OSX será a Embraer dos mares. Se a Embraer tem o ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica) para criar, nós também precisaríamos de algo parecido”, afirmou Musa durante a Navalshore 2011 – Feira e Conferência da Indústria Naval e Offshore, que acontece nesta semana no Rio de Janeiro.

Entre os cursos estão o de pintura, marcenaria, soldador, eletricista etc. A expectativa é formar ainda técnicos especialistas de produção, inspeção e supervisão naval.

As obras para a construção da UCN Açu se iniciaram no final de julho, tendo como expectativa a geração de 14 mil empregos diretos, sendo 10 mil na fase de operação e os demais durante a fase de implantação.

“Dividimos este processo em quatro etapas. A primeira é a formação e capacitação de mão de obra, estágio atual. Depois, levar esta equipe ao campo de atuação, já que a ideia é que todos trabalhem lá mesmo. Em terceiro, sermos fornecedores de mão de obra. Por fim, lá na frente, criar novas tecnologias como sugere o nome do instituto”, lista o diretor

Plano de atividades

Na ocasião, Eduardo Musa aproveitou para dar detalhes do plano de atividades a ser implementado pela OSX Construção Naval, para a produção de equipamentos navais de produção de petróleo e gás na Unidade de Construção Naval (UCN) do Açu até 2015, tendo em vista o início das atividades de construção da UCN.

A primeira etapa diz respeito à obra de construção do “maior estaleiro das Américas”, seguido pelo atendimento da demanda de equipamentos de produção de petróleo e gás e, consequentemente, o atendimento também a potenciais demandas adicionais de novos clientes no setor de óleo e gás atuantes no Brasil.

A UCN Açu possui uma área total de 3.200.000 metros quadrados, da qual será utilizada uma área de 2.550.000 metros quadrados, nesta primeira fase de desenvolvimento.

Impactos na região

A região na qual está sendo construído o gigantesco porto sofre há décadas com a erosão eólica e marítima. O distrito de Atafona, que faz parte de São João da Barra, vem perdendo parte de seu território devido às constantes mudanças da desembocadura do rio Paraíba do Sul, que corta a cidade.

Moradores locais temem que o porto acentue ainda mais o problema de assoreamento do rio e alagamento das redondezas. Problema que Musa não acredita que haverá.

“Não tem a menor possibilidade porque já está sendo feito, com obras do PAC (Programa de Aceleração de Crescimento), um sistema de drenagem dos canais que desafogam no rio. Três dos quatro canais previstos inicialmente já estão em obras. A região tem este problema erosivo devido ao próprio rio e pelo avanço marítimo, não tem ligação com as obras do porto, que só estão começando para valer”, disse.

Mais Notícias

Wuhan diz que não cancelou projeto de siderúrgica com EBX, em São João da Barra

A chinesa Wuhan Iron and Steel não engavetou um projeto para construir uma siderúrgica de US$ 5 bilhões no Brasil, [Leia mais]

CDL São João da Barra entrega relatórios de Curso de Capacitação à empresários

A LLX e a OSX, empresas do Grupo EBX, realizaram na noite de ontem (02) a entrega do diagnóstico de competitividade de [Leia mais]

Chinesa Wuhan desiste de siderúrgica com EBX em São João da Barra

A Wuhan Iron & Steel, quarta maior produtora de aço da China, desistiu do plano de construir uma siderúrgica de [Leia mais]

Gestão Cabral firmou R$ 139 mi em contratos irregulares, diz TCE

O governo do Rio, sob gestão de Sérgio Cabral (PMDB), firmou mais de cem contratos e aditivos considerados [Leia mais]

Cavalgada da Expoagro é cancelada, em Campos dos Goytacazes

Depois da Festa do Laço, suspensa no sábado (30), a tradicional Cavalgada da Expoagro prevista para esse domingo (1) [Leia mais]

Facebook

Publicidade